Pizza day

Pizza à sexta!
IMG_20210109_200713
Receita

Faço sempre a "olhómetro", mas é qualquer coisa como:

330 g de água

5 g de fermento seco de padeiro*

550 g de farinha tipo 55

1 colher chá de sal

É só por na Bimby e amassar. Depois finalizar à mão para o toque final!


* Em relação ao fermento, eu uso isco e por isso tudo precisa de mais tempo e paciência e varia muito com a temperatura ambiente.

Sexta-feira é dia de pizza! Toda a gente sabe disso! 😉 
Cá por casa, há muitos anos que celebramos o final da semana com um jantar de pizza. E, quase sempre, temos de encolher os ossos para caber mais alguém na mesa (menos no tempo de pandemia). Familiares, amigos ou amigos de amigos acomodam-se à mesa e a regra é só uma - cada um escolhe os ingredientes do recheio e faz a sua pizza.

Houve tempos em que fazíamos piquenique na sala de estar, mas isso era quando não havia convidados e antes de termos a nossa Cookie (uma cadelinha). 

O ritual da pizza começa na véspera. Ativo o isco que guardo no frigorífico, semana após semana, e tento fazer a massa com 24h de antecedência. Divido a massa em bolas untadas com azeite, numa caixa de plástico, que guardo no frio e que retiro 2h antes de fazer as pizzas, para que fiquem à temperatura ambiente. É um processo que fui ajustando com o tempo e que, dependendo dos dias, do tempo disponível e da paciência, vou continuando a ajustar. 

Uso um forno especial para pizzas que atinge temperaturas mais elevadas e que deixa as bordas mais tostadas - um G3 Ferrari, que comprei online.