Challenges 2019


Um estudo sobre a utilização das tecnologias digitais pelos professores e a sua perspetiva sobre o contributo da formação contínua nessa área

Comunicação apresentada no Challenges 2019 – XI Conferência Internacional de TIC na Educação, Universidade do Minho, Braga

Autores:
David Filipe Costa, CCTIC Educom, davcosta@gmail.com
Fernando Albuquerque Costa, IE ULisboa, fc@ie.ulisboa.pt

O trabalho apresentado surge da procura de respostas a inquietações decorrentes da reflexão que temos vindo a fazer sobre o trabalho desenvolvido com professores em contexto de formação contínua e pretende contribuir para uma melhor compreensão das suas práticas e perceções sobre o processo de integração das tecnologias digitais na sua atividade curricular.

Em concreto, pretende-se conhecer a utilização que os professores fazem da Internet e de outros recursos digitais, conhecer as suas perceções sobre a importância da utilização das tecnologias educativas nas atividades letivas e sobre os fatores que condicionam a integração das tecnologias digitais no processo de ensino e de aprendizagem e, bem assim, sobre o contributo que a formação contínua de professores desempenha ou pode desempenhar nesse processo.

Os resultados, decorrentes da aplicação de um questionário construído para o efeito, permitem concluir que um grupo significativo de professores usa com alguma regularidade recursos digitais na sala de aula, considera possuir um nível satisfatório em termos de competências técnico-pedagógicas para o fazer e concorda que a utilização das tecnologias aumenta a motivação dos alunos, tornando as aulas mais dinâmicas e atrativas. No geral, os professores inquiridos procuram formação na área da utilização pedagógica das tecnologias digitais, principalmente na modalidade de oficina de formação, com alguma regularidade e consideram que a formação contribui efetivamente para a integração das tecnologias digitais no currículo, sobretudo porque permite uma atualização de conhecimentos e competências pedagógicas, o conhecimento de novas ferramentas e aplicações e a aplicação prática do que aprenderam na formação. Valorizam também a partilha de experiências entre colegas, considerando muito importante que, na modalidade de oficina de formação, os grupos de formação se organizem em função da experiência no uso das tecnologias na atividade pedagógica.